A cinza e a gente

No terceiro livro da Mundiceia está escrito que dos recursos a que não têm acesso os que têm poder, aquele que fere mortalmente o rei da morte é a alegria. É por isso que o monarca da morte não chega e não ousa chegar sem ser anunciado. Ele tem de providenciar que todo traço de […]

Read more

Porque no mercado

Quando tornou público o spoiler “Deus está morto”, Nietzsche acrescentou uma ressalva quase devota: “nós o matamos”. Quando em 1987 decidiu que “a sociedade não existe”, Margareth Thatcher promulgou coisa ainda mais momentosa: a morte coletiva daquele “nós” – sem culpas ou ressalvas. Para Thatcher (e para o mundo que agora pensa como ela) existe […]

Read more